Conecte-se conosco

Notícias

Vaza valor da herança milionária de Rita Lee

A padroeira da liberdade, como se intitulava Rita Lee deixa uma fortuna estimada entre R$ 20 e R$ 30 milhões e uma história inesquecível

Publicado

em

Vaza valor milionário da herança da cantora Rita Lee; veja os valores (Foto: Divulgação)
Vaza valor milionário da herança da cantora Rita Lee; veja os valores (Foto: Divulgação)

A padroeira da liberdade, como se intitulava Rita Lee deixa uma fortuna estimada entre R$ 20 e R$ 30 milhões e uma história inesquecível

A lendária Rita Lee Jones faleceu na noite de segunda-feira (8), aos 75 anos, deixando um legado imensurável na história da música brasileira e um patrimônio estimado entre R$ 20 e R$ 30 milhões, segundo o blog Jornal do Bolsão. A “padroeira da liberdade” partiu cercada de amor e carinho de sua família.

De acordo com as informações levantadas pelo Jornal do Bolsão, a artista possivelmente faturava mensalmente entre R$ 1 e R$ 2 milhões. Com uma trajetória marcada por sucessos e inovação na MPB, Rita Lee não só fez dinheiro com sua carreira musical, mas também com negócios, imóveis e investimentos.

Entretanto, é importante ressaltar que não há dados concretos sobre o patrimônio da cantora, uma vez que essas informações são sigilosas. A fortuna estimada, portanto, deve ser vista como uma aproximação.

Conhecida como a “rainha do rock” – um apelido que ela própria considerava cafona –, Rita Lee enfrentou uma longa batalha contra o câncer de pulmão, diagnosticado em 2021. Em março deste ano, a artista anunciou que lançaria o livro Outra Autobiografia, que chega às prateleiras no dia 22 deste mês.

Nessa obra, a fundadora dos Mutantes compartilha sua luta contra a doença nos últimos três anos. Após sua primeira autobiografia, Rita Lee chegou a pensar que não tinha mais nada digno de nota para compartilhar em sua vidinha besta.

No entanto, como a própria cantora afirmou, enquanto a gente faz planos e acha que sabe de alguma coisa, Deus dá uma risadinha sarcástica. Ao decidir escrever o primeiro livro, Rita Lee pretendia marcar uma espécie de despedida da persona dos palcos, já que havia se aposentado.

Em Outra Autobiografia, a cantora também menciona uma premonição sobre a reação do público à sua morte e define seu epitáfio: “Ela não foi um bom exemplo, mas era gente boa.