Conecte-se conosco

Notícias

Urgente! Morre a cantora Rita Lee, aos 75 anos em São Paulo

Publicado

em

Morre a cantora Rita Lee (Foto: Reprodução/Instagram)
Morre a cantora Rita Lee (Foto: Reprodução/Instagram)

Ícone do rock brasileiro, Rita Lee morreu na noite da última segunda-feira (08), em casa, e fãs se emocionaram com a perda

A cantora Rita Lee, um dos maiores nomes do rock brasileiro, faleceu aos 75 anos na noite da última segunda-feira (8). A artista enfrentava um câncer de pulmão desde 2021 e, após tratamento, teve o câncer em remissão, mas foi internada novamente no último dia 21 de março.

A morte foi confirmada por meio de um comunicado nas redes sociais, nesta terça-feira (9), informando que a cantora morreu em sua residência em São Paulo, cercada por sua família.

Em fevereiro deste ano, Rita Lee já havia sido hospitalizada em estado “extremamente delicado”. Porém, conseguiu se recuperar e voltou para casa uma semana depois. Em abril de 2022, a família anunciou a remissão do câncer, e o tumor não havia apresentado sinais de retorno desde então.

A cantora deixa o marido, Roberto de Carvalho, e três filhos: Beto Lee, Antônio Lee e João Lee, todos frutos do casamento com o músico.

O velório de Rita Lee será aberto ao público, no Plenário do Parque Ibirapuera, em São Paulo, na quarta-feira (10), das 10h às 17h. De acordo com o comunicado divulgado nas redes sociais, o corpo da artista será cremado em uma cerimônia particular, conforme sua vontade.

O legado de Rita Lee

Rita Lee (Foto: Reprodução/Instagram)
Rita Lee (Foto: Reprodução/Instagram)

Rita Lee, nascida em 31 de dezembro de 1947, em São Paulo, foi uma renomada artista do rock brasileiro que explorou diversos gêneros musicais ao longo de sua carreira. Com 17 álbuns solo e 7 com a banda Os Mutantes, Rita recebeu dois Grammy Latinos, incluindo o Prêmio Excelência Musical em 2022.

Crescida na Vila Mariana, Rita despertou interesse pela música na adolescência e alcançou a fama com Os Mutantes, ao lado de Arnaldo Baptista e Sérgio Dias. Após seu casamento com Arnaldo (1968-1972) e o fim da banda, Rita formou a banda Tutti Frutti, lançando o aclamado álbum “Fruto Proibido” em 1975.

Rita conheceu o músico Roberto de Carvalho em 1976, iniciando uma duradoura parceria amorosa e musical. Com o fim da banda Tutti Frutti, a dupla lançou o disco “Rita Lee” em 1979, marcando o início de uma bem-sucedida colaboração até a morte da cantora.

Durante sua vida, Rita enfrentou prisão domiciliar em 1976, acusada de porte de maconha, e detenção em 2012 por desacato policial e apologia às drogas. Seu último álbum, “Reza”, foi lançado em 2012, e sua última música inédita, “Change”, em 2021.

Nos últimos anos, Rita se dedicou à escrita, lançando uma autobiografia, um livro de contos e uma obra infantil, além de participar de filmes e programas de televisão, como apresentadora do Saia Justa.

Rita Lee foi uma das pioneiras do rock brasileiro, com uma carreira de mais de 50 anos e inúmeros sucessos no repertório. A perda deixa uma lacuna no cenário musical do país e Rita será lembrada por sua voz marcante, energia contagiante e legado duradouro na história da música brasileira.