Conecte-se conosco

Notícias

Junior revela luta contra a síndrome do pânico após separação de Sandy

Publicado

em

Junior Lima revela luta contra a síndrome do pânico (Foto: Reprodução/Internet)
Junior Lima revela luta contra a síndrome do pânico (Foto: Reprodução/Internet)

Entenda como o fim da dupla Sandy e Junior impactou emocionalmente Junior Lima e sua jornada para superar a síndrome do pânico

Junior Lima, que recentemente lançou sua carreira solo e agora se apresenta apenas como Junior, fez uma participação no programa “Domingão com Huck” no último domingo (10), e abriu o coração sobre um período desafiador em sua vida. Após o término da famosa dupla a irmã, Sandy e Junior, o cantor enfrentou um quadro severo de síndrome do pânico.

O filho de Xororó, reconhecido nacionalmente pela sua carreira de sucesso ao lado de sua irmã Sandy, revelou no “Domingão com Huck” o impacto emocional do fim da dupla. O fim de uma era de 20 anos não foi apenas o término de uma parceria musical, mas também o começo de um período turbulento na vida de Junior.

Junior detalhou como a ausência da rotina ao lado de Sandy e o desafio de se adaptar a uma nova fase de vida desencadearam um abalo emocional intenso, levando-o a desenvolver a Síndrome do Pânico. A transição da parceria de sucesso para a carreira solo foi marcada por inseguranças e desafios, influenciando diretamente seu bem-estar mental:

“Eu achava que estava tudo certo, tudo sempre muito bem. Levava de uma maneira muito leve, achando que eu não sentia os efeitos colaterais. E, aí, quando acabou a dupla, que a coisa veio forte. Então, eu tive um período de síndrome do pânico. Eu tive uma fase bem difícil”, desabafou.

A superação da síndrome do pânico e nova fase

Junior Lima no "Domingão" (Foto: Reprodução/TV Globo)

Junior Lima no “Domingão” (Foto: Reprodução/TV Globo)

Apesar dos desafios, Junior Lima encontrou forças para enfrentar o transtorno. Com ajuda profissional e um processo de autoconhecimento, ele superou os obstáculos e iniciou uma nova fase em sua carreira. Seu álbum solo, “Solo – Vol. 1”, não é apenas um marco em sua jornada musical, mas também um símbolo de sua resiliência e capacidade de superação.

“Fiz muita análise. Eu levei, desde então, [esse tempo] pra ter coragem de encarar um trabalho como esse, de fazer um trabalho como cantor. Eu sempre acabei fugindo um pouco desse lugar. Nos meus outros projetos, eu era sempre um músico, um produtor. A parte do canto era uma porcentagem muito pequena. Eu não queria ser o protagonista. Eu estava sempre atrás de algum instrumento, dentro de um contexto onde eu me sentia mais seguro”, refletiu o filho de Xororó.

O impacto da Síndrome do Pânico na carreira de Junior Lima é um exemplo da vulnerabilidade emocional que artistas podem enfrentar. A pressão do sucesso, as mudanças drásticas na rotina e a exposição constante são fatores que podem afetar profundamente a saúde mental.

Continue lendo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *